"Que farei com este livro?" no Teatro Municipal de Almada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"Que farei com este livro?" no Teatro Municipal de Almada

Mensagem por JornalExtra-Online em Ter 3 Jun 2008 - 13:53

No dia 2 de Junho, Segunda-feira, pelas 21h30, foi realizada na Sala Principal do Teatro Municipal de Almada uma sessão especial do espectáculo "Que farei com este livro?", com encenação de Joaquim Benite, em homenagem ao escritor José Saramago, que se dignou a estar presente. Esta homenagem insere-se no programa de actividades relacionadas com a exposição biográfica sobre José Saramago A consistência dos sonhos, e contou também com a presença do Ministro da Cultura, bem como de várias personalidades ligadas ao mundo da cultura portuguesa.

A peça "Que farei com este livro?" foi escrita expressamente para a Companhia de Teatro de Almada em 1980, na sequência do êxito de "A noite": a estreia de José Saramago como dramaturgo, numa peça também apresentada em Almada. O texto baseia-se na vida de Luís de Camões, e a acção gira em torno das vicissitudes que envolveram a publicação de "Os Lusíadas". Regressado da Índia, depois de 17 anos de ausência da Pátria, Camões vem encontrar em Portugal um ambiente político marcado pelo projecto de D. Sebastião de conquista militar do Norte de África. O Poeta, que pretende ver publicada a sua máxima obra, "Os Lusíadas", vê-se envolvido neste ambiente de contradições e indefinições políticas, que dificultam a autorização para a publicação do seu livro. José Saramago reflecte neste texto sobre as relações sempre difíceis entre o artista criador e o Poder, e faz-nos pensar sobre as contingências políticas que determinam o destino da obra de arte, estabelecendo paralelismos entre a época de D. Sebastião — caracterizada por um nacionalismo exaltado, a repressão do pensamento livre e uma sociedade em que a Inquisição assume um papel preponderante — e a nossa História recente.

"Que farei com este livro?", de José Saramago, uma co-produção da Companhia de Teatro de Almada com o Teatro Nacional D. Maria II, a Companhia de Teatro do Algarve e o Teatro das Figuras, teve encenação de Joaquim Benite, cenografia de Manuel Graça Dias e Egas José Vieira, figurinos de Sónia Benite, luzes de José Carlos Nascimento, e interpretação de Alberto Quaresma, André Gomes, Carlos Santos, José Martins, Luís Vicente, Maria Frade, Maria José Paschoal, Paulo Matos, Teresa Gafeira, e Bruno Martins, Catarina Ascensão, Luís Ramos, Miguel Martins, Nuno Góis e Pedro Walter.

JornalExtra-Online
Chefe de Redacção

Feminino Número de Mensagens : 291
Data de inscrição : 28/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum