"A geração perdida..."

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"A geração perdida..."

Mensagem por Jornal Extra em Qua 2 Abr 2008 - 2:11



Com eleições antecipadas à porta John Howard, primeiro-ministro
australiano, altera o seu comportamento em relação às comunidades
aborígenes prometendo um referendo sobre uma «declaração de
reconciliação» no preâmbulo da Constituição.


Os aborígenes australianos são encarados como fardos da sociedade desde que os colonizadores chegaram a esta terra. Não era tarefa fácil tentar adaptar os aborígenes ao estilo de vida económico, político e social da civilização Inglesa. A tentativa de extinção dos aborígenes passou pelo envenenamento da comida e toda a água potável que eles tinham, pela oferta de Rum para aldeias aborígenes, uma vez que era conhecido o hábito de beberem sem parar dias a fio. Os soldados ingleses esperavam que o coma alcoólico ocorresse e assim se aproveitavam do estado de embriaguez dos aborígenes, para incitar guerras entre aldeias e deixar que eles mesmo se aniquilassem. O povo aborígene foi alvo de inúmeras atrocidades, sendo uma delas a "The Lost Generation" ou a geração perdida, onde crianças aborígenes eram adoptadas e levadas das suas aldeias para nunca mais serem vistas novamente. O objetivo era de quebrar moralmente e psicologicamente qualquer tentativa aborígene de interferência na vida e na política dos brancos.

Mais recentemente John Howard, primeiro-ministro da Austrália ao ter conhecimento de um relatório sobre maus tratos infantis no seio das comunidades aborígenes, decretou uma interdição de seis meses para o álcool e pornografia nos seus territórios, visitas médicas obrigatórias para as crianças aborígenes e restrições às prestações sociais. A acção de John Howard deveria incidir sobre os traficantes brancos de álcool e sobre as lojas de venda existentes no meio do mato, uma vez que álcool já foi proibido na maior parte das regiões do Território do Norte administradas por aborígenes.

Convocadas eleições gerais antecipadase e reveladas as sondagens não favoráveis ao então primeiro-ministro Australiano, declara que a sua atitude face à comunidade Aborígene sofrerá uma mudança prometendo um referendo sobre uma «declaração de reconciliação» no preâmbulo da Constituição. Esta nova posição de John Howard é vista com desconfiança e interpretada como uma manobra estratégica para um aumento do número de votos a seu favor. O actual primeiro-ministro é visto pela maior parte dos eleitores como um homem sem novas ideias, agarrado ao passado e os seus discursos não conseguem "agarrar" a audiência.

Contudo a reconciliação aborígene necessitará de um maior esforço e medidas por parte do governo, resta saber se a comunidade aborígene se mostrará disponível a uma reconciliação com aquele que lhes voltou as costas.


Joana Pires

Edição n.º 22 (1ª Quinzena de Novembro de 2007) do Jornal Extra

Jornal Extra
Administrador do Fórum

Masculino Número de Mensagens : 91
Data de inscrição : 28/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum