Acne requer cuidados especiais no regresso às aulas ... fique a saber quais são!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Acne requer cuidados especiais no regresso às aulas ... fique a saber quais são!

Mensagem por JornalExtra-Online em Qua 15 Out 2008 - 18:42

Acne requer cuidados especiais no regresso às aulas


80% dos adolescentes sofre desta doença




Em mais um início de um ano lectivo, várias são as preocupações que levam os jovens a preparar o seu regresso à vida estudantil. A Acne, doença que afecta cerca de 80% dos adolescentes, é um dos “pontos importantes” que querem ver resolvido em benefício da sua auto-estima, para que no regresso às aulas apresentem um aspecto mais saudável.

Sendo uma doença tão comum, em que os especialistas dermatológicos consideram tratar-se de uma patologia universal durante o período da adolescência, é necessário ter em consideração que a Acne pode ter consequências graves e que, por isso mesmo, o tratamento deve ser feito o mais precocemente possível de forma a evitar os problemas associados ao nível da imagem e auto-estima. Não fazer auto-medicação, comparecer em todas as consultas de acompanhamento dermatológico e seguir correctamente os tratamentos prescritos são alguns dos aspectos importantes no combate a esta patologia.

Existem, ainda, alguns mitos sobre a Acne que urgem ser desmistificados: – a Acne não surge devido à falta de higiene; o sol não melhora a Acne (o bronzeado é que confere um tom mais uniforme à pele, tendo quase um efeito de camuflagem, no entanto deve ser sempre utilizado um protector solar adequado ao tipo de pele); o chocolate, os fritos e frutos secos não provocam Acne (não existem estudos científicos que comprovem a relação entre a alimentação e Acne, no entanto, se o doente reparar que algum alimento agrava a doença deve evitá-lo); e lavar a cara muitas vezes ao dia não ajuda no combate à Acne (até pelo contrário, a cara deve ser lavada apenas duas vezes por dia, de manhã e à noite).

Por outro lado, afirmações que referem a possibilidade da maquilhagem provocar Acne, o período menstrual agravar a doença e que espremer os pontos negros pode deixar cicatrizes, devem ser tomadas em atenção. Os cosméticos a utilizar não devem conter óleo nem provocar irritação cutânea e o desmaquilhante deve ser adequado à situação. No que diz respeito ao agravamento da Acne durante o período pré-menstrual, alguns estudos indicam que o diâmetro de abertura do folículo pilo-sebáceo diminui dois dias antes do início do período menstrual, condicionando a redução do fluxo do sebo para a superfície, o que poderá explicar que, em alguns casos, a Acne parece agravar-se neste período.
Com um período de tratamento obrigatório de cerca de três meses, a Acne não é de todo um problema invencível. Cumprindo os tratamentos e com alguma paciência e perseverança esta doença torna-se facilmente ultrapassável.

De acordo o Dermatologista e Membro do Portuguese Acne Advisory Board, Dr. António Massa, a Acne “é uma patologia cuja causa resulta de uma alteração que ocorre ao nível da unidade pilossebácea, sendo mais intensa nas zonas onde há glândulas sebáceas, a saber, na face e tronco. Está provado, e todos sabemos, que uma cara bonita melhora a nossa auto-estima, facilitando o relacionamento interpessoal, mas nos tempos de hoje é possível e quase seguro controlar a Acne com um tratamento médico correcto e adequado”.

Este especialista médico acrescenta, ainda, que assiste-se hoje ao aparecimento de tipos de Acne cada vez mais tardios, ou seja, depois dos 25 anos e com maior incidência no sexo feminino. “Isto implica termos que ter sempre presente que enquanto e sempre que haja lesões na face ou no tronco, é importante fazer tratamento da patologia, pelo menos a nível local e durante seis a doze meses após o último surto de Acne”, explica.

Mais informações úteis sobre a Acne

A Acne é uma doença das unidades pilossebáceas, observada predominantemente em jovens e localizada quase sempre na face e no tronco.

As unidades pilossebáceas são constituídas pelo folículo piloso (invaginação do revestimento superficial da pele onde se forma o pêlo) e por uma glândula sebácea associada que lança a secreção no interior do folículo, através do qual atinge a superfície cutânea. São mais numerosas no couro cabeludo, face, pescoço e parte superior do tronco mas, enquanto no couro cabeludo o componente piloso é dominante, nas outras regiões, localizações frequentes da Acne, predomina o elemento sebáceo.

De acordo com os diversos tipos de lesões que provoca, é possível definir três tipos básicos da Acne: a Comedónica, a Pápulo-pustulosa e a Nódulo-quistica. Um pequeno, médio ou vultuoso número de cada uma das lesões elementares observáveis nos diversos tipos básicos da Acne permite gradua-los em ligeiro, moderado e grave e estabelecer um quadro com interesse não só classificativo mas fundamentalmente servindo com base para o seu tratamento.

JornalExtra-Online
Chefe de Redacção

Feminino Número de Mensagens : 291
Data de inscrição : 28/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum