Carlos Gonçalves Ordenado Cavaleiro por França

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Carlos Gonçalves Ordenado Cavaleiro por França

Mensagem por Jornal Extra em Dom 13 Abr 2008 - 14:53



Carlos Gonçalves,
deputado pela emigração,
ex-funcionário consular em
Nogent-sur-Marne,
na região de Paris, recebeu do embaixador
de França, em Lisboa,
as insignias de Cavaleiro da
Legião de Honra daquele país, que o distinguiu
com a condecoração
pelo mérito dos serviços prestados.



Deputado pelo PSD para a emigração Carlos Gonçalves desenvolveu acções culturais, sociais e associativas junto da comunidade, participou e promoveu eventos de intercambios com a juventude luso-descendente e foi, até hoje, o único português emigrante elevado a secretário de Estado das Comunidades portuguesas, no Governo de Pedro Santana Lopes.

Na defesa dos direitos da comunidade lusa naquele país, viria a ser vezes várias condecorado mas confessou, em Lisboa, ter sido esta a que mais o tocou. Na cerimónia, para felicitálo, estiveram empresários portugueses radicados em França, de diferentes áreas consulares. Carlos Gonçalves distingui-se, também, pelo trabalho desenvolvido no Conselho das Comunidades Portuguesas de que ainda faz parte.

Em nome de Sarkozy


O embaixador de França em Lisboa, Patrick Gautrall na oportunidade referiu: "é um obreiro incansável nos laços que unem Portugal e a França. Conduziu uma acção notável junto da grande Comunidade Portuguesa, residente no meu país, comunidade essa que honra os infatigáveis Heróis do Mar e que contribui, activamente para a prosperidade e riqueza da diversidade cultural da França. Carlos Gonçalves em nome do Presidente da República outorgo-lhe o grau de Cavaleiro.

Se há algo que lamento é não ter consagrado tempo suficiente para, no terreno, fomentar mais a aproximação entre localidades portuguesas e francesas. Penso que é um vector insubstituível nos intercâmbios culturais e económicos. No futuro, e porque há quase um milhão de pessoas de origem portuguesa em França, transmitirei ao meu sucessor que deverá ir mais para o terreno e estar menos no gabinete, fomentando novas geminações".

Carlos Gonçalves, emocionado referiu: " esta homenagem toca-me profundamente. Estou comovido porque a França me outorgou tão alta distinção e agradeço ao senhor embaixador" .

Falando aos jornalistas referiu: " França foi o país que acolheu os nossos pais e é o país do futuro dos nossos filhos e nós andamos repartidos entre os dois paises. Eu que há muito tempo faço política em França pelo PSD e colaborei com os portugueses, no ambito consular, social, recreativo, cultural, desportivo, em França no sentido de incentivar a participação civica dos portugueses na vida local, este reconhecimento toca-me e é extensivo a todos que me apoiaram, pois isto é o resultado do trabalho de muita gente. Sinto-me muito honrado. Nem tenho adjectivos para qualificar este acto que não é muito comum. A condecoração que acabo de receber não é protocolar. Tenho outras condecorações, de outros paises, mas esta hoje é diferente". Carlos Gonçalves dirigiu palavras de elevado reconhecimentos aos portugueses e ao movimento associativo da região parisiense designadamente de Nogent sur Marne "a quem eu devo muito e me ajudaram a chegar ao que sou hoje".

Mais geminações falou o embaixador


Os testemunhos fizeram-se ouvir: Michel Baptista, empresário "é honroso para nós ver um emigrante condecorado pelo Governo francês. Sou amigo do Carlos há anos e fico muito feliz por ele". Paulo Marques, - presidente da Associação Civica-: "esta homenagem realça o trabalho preponderante dos portugueses em França. Obviamente que os nossos pais contribuiram para dignificar a nossa permanencia em França, nós os franceses de origem portuguesa".

Alexandra Custódio, - vereadora de St. Etienne-: "esta condecoração de Carlos Gonçalves é bastante importante para a Comunidade Portuguesa".

Patrice Francisco, - empresário. "Estou aqui para prestar homenagem ao Carlos, alguém que conheçoo há muitos anos e com quem mantenho contactos regulares. Ele é um verdadeiro especialista naquilo que faz.

Por isso quis partilhar esta ocasião com ele". Alberto Marques, - empresário. "O Carlos é sem dúvida um exemplo. É alguém que trabalhou por nós em França. É uma prova de fidelidade a nossa presença neste
momento . Felicitações para ti Carlos".

Francisco Valdemar, - empresário "O Carlos Gonçalves merecia isto do Governo de França. Ele conhece bem a emigração e nós somos uma grande comunidade que merecia ter um representante. É uma mensagem de todos nós ao Presidente Sarkozy".

Portugal dá pouca atenção às Comunidades


As autoridade francesas começam, finalmente a reconhecer o peso da Comunidade Portuguesa, hoje um tecido empresarial forte com muitas mil empresas e adquire um peso civico e político no país com uma componente académica importante. Mas enquanto França reconhece o valor da Comunidade, em Portugal acontece o inverso pois cada vez menos os governantes se interessam pelas comunidades. A comunidade em França está bem integrada e há-de passar a uma fase de acomodação. Se Portugal nada fizer para aproveitar este potencial, humano, empresarial, intelectual , se Portugal continua a referi-los apenas por circunstancia os filhos destes serão legitimamente franceses e a sua ligação está perdida com o país de origem dos pais, Portugal.


M.L.Q.

Edição n.º 25 (2ª Quinzena de Fevereiro de 2008) do Jornal Extra

Jornal Extra
Administrador do Fórum

Masculino Número de Mensagens : 91
Data de inscrição : 28/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum