Gravidez não planeada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gravidez não planeada

Mensagem por Jornal Extra em Dom 13 Abr 2008 - 15:09



Um estudo recente dá a conhecer que só 60 por cento das mulheres planeia a gravidez e das inquiridas, 87,7 por cento, refere como principal factor de preocupação durante a gravidez a saúde do bebé, embora o tipo de alimentação e os exames a efectuar durante a gravidez também apresentem uma relevância significativa.

Grande parte das mães, as fumadoras, desvaloriza a acção nociva do fumo do tabaco no embrião e continua a fumar durante a gravidez.

Cerca de 36,1 por cento das mulheres grávidas inquiridas, acompanhadas por médico ginecologista/obstetra, ou pelo médico de família quer realizar o parto num hospital público devido aos factores técnicos e organizativos disponíveis.

As inquiridas que estão grávidas pela primeira vez referem a febre, as alergias e as cólicas como os sintomas mais alarmantes e preocupantes no bebé. A obstrução nasal, “nariz entupido”, embora não constitua preocupação de primeira referência, é temido por 96 por cento das inquiridas. É um problema que afecta cada vez mais crianças, podendo inclusivé perturbar-lhes o crescimento.

De referir, no entanto, que o aumento do risco da Síndrome de Morte Súbita Infantil é outra consequência grave da obstrução nasal. O soro fisiológico e os aspiradores nasais são os instrumentos mais conhecidos pelas grávidas como soluções para a obstrução nasal. As crianças filhas de mães fumadoras estão mais suceptivieis aos problemas do aparelho respiratório.



“Excerto de documento Medialth PortugalPortugal”

Edição n.º 25 (2ª Quinzena de Fevereiro de 2008) do Jornal Extra

Jornal Extra
Administrador do Fórum

Masculino Número de Mensagens : 91
Data de inscrição : 28/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum